Cantinho da Flor

Para Quem Quer Qualidade de Vida

Livre, leve e solto

Fotos pra que te quero…!

Por Gabriela Raulino

Fotografia feia? Rasga! (ou melhor, deleta!). Com um tempo você pode se arrepender disso… É que ao recordar com as fotos, do tosco ao belo, do distante ao recente, tudo ganha nova dimensão e importância! Onde está o poder de encantamento dessa experiência?

Uma lembrança registrada na memória faz bem. Mas vamos admitir… As sensações provocadas ao ver uma fotografia não têm preço! (Para o bem e para o mal). Aliás, qual a última vez que você se entregou às gargalhadas, críticas ou saudades despertadas pelas fotos que você tem guardadas?

Se quiser fazer isso agora, até dou uma pausa no texto pra lhe esperar. Amigo, brincadeiras à parte, você não pode deixar de se permitir a essa boa experiência ainda hoje. E digo isso porque acabei de remexer nas minhas fotos, das que considero mais lindas às mais “bizarras”. Diversão e emoção na medida!

Não acho que pude reviver os momentos. Isso não. Mas que lembro como era verdadeiro o sorriso que hoje estampa minhas fotos da formatura, como deu trabalho juntar todos os amigos na fotografia que marca o último carnaval que passou, como me orgulhou o momento em que (só na foto) posso me ver apagando a vela de aniversário… Isso sim!

Claro, em outras fotos pensei como tive coragem de sair com aquela roupa, como algumas pessoas afastaram-se do meu convívio sem eu perceber e como repetir a foto quatro vezes pra sair mais bonita nem adiantou porque, com um tempo, a maioria parece ficar brega mesmo. Sorte nossa! Em uma mistura de tristeza do que se foi e de alegria pela lembrança de algum modo ainda existir, só fica a certeza de que eu daria um abraço de agradecimento em Louis Jacques Daguerre, à quem os franceses atribuem a invenção da fotografia.

Na dor e na delícia, as imagens têm mesmo o poder de sedução. Desconfio que seja porque elas parecem silenciosas, mas narram muitas histórias, contos e pontos. Elas são capazes de nos levar ao momento ali contado e, ao mesmo tempo, nos manter conscientes e presos na realidade. Por conta própria, o espaço que separa esses dois tempos é preenchido com sensação de orgulho, nostalgia, alegria ou saudade…Tudo sem pedir licença.

Fotografamos algo que é importante? Ou se torna importante porque o registro o mantém para sempre memorável? Questões postas e sem respostas… O universo da fotografia é fantástico! Deve ser por isso que continuamos a fotografar. Alguns em ocasiões que julgam especiais, outros em nome da arte ou da diversão, mas ambos, todos e sempre, na tentativa mesmo que inconsciente de eternizar o vínculo com um determinado momento. E deixando de lado o ditado de “o que vale é a intenção”, é sempre bom usufruir do que esses registros nos proporcionam.

Vamos?! Pegue todo o seu arquivo fotográfico, escolha um lugar confortável e se entregue a esse momento de contemplação. Divirta-se com as suas fotografias! Ei, mas nada de escolher só as fotos que você acha que se saiu bem, hein! Inclua todas: Feias ou bonitas, impressas ou no computador, novas ou antigas, esparramadas ou organizadas! Vaaai, amigo, está esperando o quê? Levanta dessa cadeira, encara essa dica e aprecie… sem moderação! E se quiser nos contar como foi, sinta-se em casa. Até porque, compartilhar experiências é uma alternativa quando o assunto é viver livre, leve e solto…

Anúncios

3 Comentários»

  leda maria de fátima wrote @

Bela matéria! Parabéns Gaby e lá vou eu, resgatar momentos preciosos e inesquecíveis,nos meus muitos álbuns,virtuais ou não. Herdei até mesmo um velho e importante álbum,que foi da minha avó e que está repleto de registros históricos e afetivos impressos em velhas fotografias na cor sépia.

  Lorena Medeiros wrote @

Agora imito a grande Rita Lee na seguinte frase: “Meu Deus… essa menina parece que ja nasceu sabendo”.. Parabéns Gabi, pela sensibilidade com que tratou da memória através da fotos. Adorei a dica… muito apropriada ao meu momento, longe dos mais queridos. E garanto chorei e sorri muito.

  HIlBERTO wrote @

Vc sabe que sou suspeito pra comentar qualquer coisa que vc faça.
Pena que não consegui visualizar as fotos.
Sou fã declarado, e sempre que possível acompanho suas fotos no orkut, e admiro sua criatividade em criar estórias com fatos e imagens aparentemente triviais, mostrando para os olhares mais atentos que a felidade e a liberdade foram inventadas, porquê um dia alguém previu que vc iria nascer. Ótima a qualidade do texto, espero que nos oportunize com outros artigos.
Sigamos sempre livres, leves e soltos… com imagens e recodações guardadas na cabeça e no coração!!!!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: