Cantinho da Flor

Para Quem Quer Qualidade de Vida

Jeito masculino

Por que os homens sempre urinam na tampa?

“…Às vezes parece que uma espécie de força maior atrai o jato de urina para a direção errada, como se um magnetismo sobrenatural não deixasse que nós conseguíssemos mirar no meio do vaso…”

Por Leonardo Dualit

Várias vezes ouvi essa pergunta de mulheres que já haviam desistido de tentar entender esse grande mistério universal. E, para o desapontamento delas, não há explicação para isso. Ao contrário do que elas (ou qualquer outra pessoa) possam pensar, não fazemos isso por pirraça ou negligência. Às vezes parece que uma espécie de força maior atrai o jato de urina para a direção errada, como se um magnetismo sobrenatural não deixasse que nós conseguíssemos mirar no meio do vaso. E algumas vezes parece mesmo estarmos numa batalha com o desconhecido. Puxamos pra cá, inclinamos pra lá, reduzimos o fluxo, nos afastamos pra trás, mas não tem jeito. Todo esse malabarismo sempre acaba deixando os últimos respingos sobre a tampa do vaso.

Evidentemente que a solução mais prática seria levantar a tampa… Óbvio?! Nem tanto. Depois que me casei realmente sofri alguns meses até me acostumar com mulher em casa, mas passei a levantar a tampa todas as vezes… Ah! E baixar de novo depois… Mas os respingos da urina não deixaram de ser um problema. Agora em vez de pingar na tampa, pinga na parte externa do vaso, o que acaba por produzindo o mesmo efeito de sujeira e odor cáustico de banheiro de rodoviária.

Mas qual seria a solução? Confesso que já ouvi de tudo. A intimidade que a vida de casado proporciona nos possibilita ouvir muita coisa inusitada! Uma dessas foi a sugestão de usar um guardanapo peniano… Isso mesmo. Pois segundo minha esposa, o problema não era nem tanto o durante do ato urinário, mas o depois, quando inevitavelmente nós balançamos o dito cujo, espalhando pingos e gotículas quase imperceptíveis por todo o banheiro. Assim, para evitar isso bastava que todas as vezes que fosse ao banheiro, ao terminar o serviço, eu pegasse um pedaço de guardanapo e enxugasse meu pênis. Confesso que em prol do bom convívio conjugal eu tentei essa alternativa. Mas não surtiu efeito. Realmente não precisei balançar, mas ao terminar tudo e fechar o zipper da calça, percebi que os respingos no lado externo do vaso persistiram, certamente fruto daquele magnetismo sobrenatural. O “depois” estava resolvido, mas o “durante” ainda deixava sua marcas no vaso. Mas como explicar isso para ela?

Daquele dia em diante passei a usar pouquíssimas vezes o banheiro em casa. Ao acordar eu me segurava para esperar chegar no trabalho. E antes de dormir, eu sempre esperava ela se deitar primeiro para depois ir ao banheiro e, numa vã ilusão, eu enxugava a tampa ou a louça do vaso com papel higiênico para tentar disfarçar meu delito. Mas não tinha jeito, na manhã seguinte ela sempre percebia; pois nem o perfume forte do detergente conseguia vencer o cheiro de urina.

Tentei então outra alternativa, trocar o banheiro pelo quintal. Quando batia a vontade eu dizia que ia fumar do lado de fora para não encher a casa de fumaça… Mas na primeira vez que corri para detrás da casa sem levar a carteira de cigarros a farsa caiu por terra. E a briga foi maior ainda, pois no escuro acabei urinando nas flores dela…

Depois disso resolvi assumir minha incompetência urinária e me acostumar com as reclamações (mais do que justas, admito) e desisti de procurar soluções. Até mesmo porque a última sugestão foi inconcebível. Ela simplesmente quis subverter toda a ordem natural das coisas e desestruturar toda a concepção de masculinidade que construímos ao longo de milênios de evolução, ao me dizer que a solução para a tampa do vaso sempre suja seria eu começar a urinar sentado!
Nos separamos meses depois.

———————————————————————————————————————————————

Leonardo Dualit, Jornalista ruim de mira no banheiro

Anúncios

2 Comentários»

  PAULINHA COSTA wrote @

Gostei muito dessa matéria.
Porém.. o mistério continua: Por que os homens sempre urinam na tampa?
Me irrito muito com este fato… mas fazer o que?? Eles são ruim de mira mesmo….rsrsrsrs
Bjimmmmmm

  Manuela Hannah Mendonça wrote @

perfeto o texto.
parabens a leonardo Dualit e a Dona Flor.
=)
a materia ficou otima.
meu irmao sofre este mesmo dilema e eu consegui entrar em harmonia com ele de um jeito inusitado.
eu lavo os pratos
e ele os banheiros da casa
; D

||
*


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: