Cantinho da Flor

Para Quem Quer Qualidade de Vida

Papo Beleza Pura!

Brinquedos e Brincadeiras“Quando as pessoas falavam da sua infância, necessariamente falavam da rua, das árvores que forneciam a matéria prima para fabricação dos brinquedos, das brincadeiras de açudes nas chuvas de inverno, das corujas soltadas nos ventos de agosto.”

Entrevista com Marcus Vinicius, professor do Curso de Lazer e um dos autores do livro “Brinquedos e brincadeiras potiguares: identidade e memória”.

Por Gabriela Olivar

Magia, nostalgia, encanto, história, cultura. Elementos criativos envolvem o mundo dos brinquedos e brincadeiras populares, aqueles e aquelas que fizeram parte dos sonhos e atividades de dez em cada dez crianças que viveram e aproveitaram a inocência, espontaneidade e ludicidade próprias da infância.

Pensando nisso, os professores Marcus Vinícius Oliveira e Lerson Maia, juntamente com Tânia Costa, Viviane Limeira, Caroline Campos e Priscília Lima, resolveram se dedicar, dentro do curso superior de Tecnologia em Lazer e Qualidade de Vida do CEFET-RN, à pesquisa na área de brinquedos e brincadeiras populares.

Como fruto de um longo trabalho de campo, pesquisa e, claro, emoção, lançaram o livro “Brinquedos e brincadeiras potiguares: identidade e memória”. Em entrevista à Beleza Pura!, o professor Marcus conta como a idéia da coletânea foi desenvolvida, fala sobre o projeto maior no qual o livro está inserido e a importância de se preservar a identidade regional por meio do lúdico.

BELEZA PURA!: Como surgiu a idéia de lançar o livro “Brinquedos e brincadeiras potiguares: identidade e memória”?

Marcus Vinícius: O livro é resultado de uma pesquisa financiada pelo Ministério da Cultura, através de um edital público chamado “Fomento às manifestações da cultura popular”. O projeto teve como objetivos registrar as brincadeiras e brinquedos infantis da cultura popular norte-rio-grandense e constituir um acervo de brinquedos populares infantis na perspectiva de sua preservação e divulgação para as gerações atuais e futuras. Para isso, visitamos cerca de umas 60 cidades do Estado do RN, entrevistando pessoas das mais diversas faixas etárias. Antes disso, estudamos publicações existentes sobre os brinquedos populares. O livro é um dos resultados desse estudo, no qual foi catalogado mais de trezentos brinquedos e brincadeiras infantis, observando os aspectos culturais e regionais de cada região do estado.

BELEZA PURA!: O que vocês observaram de mais interessante e relevante durante os registros para a pesquisa e o livro?

Marcus Vinícius: Nos registros evidenciaram-se a linguagem utilizada nas brincadeiras, os materiais utilizados para fabricação de cada brinquedo, de acordo com as regiões, e também registramos a variação de regras, nomenclatura e o contexto onde as brincadeiras eram vivenciadas. O interessante é que o acervo de brinquedos que foi constituído, de mais cerca de trezentas peças (brinquedos), acabou se transformando em outro resultado da pesquisa.

BELEZA PURA!: Quais os próximos passos dentro da pesquisa?

Marcus Vinícius: Nesse momento, estamos trabalhando em dois projetos, fruto do desdobramento da pesquisa: um é a constituição de um museu do brinquedo popular, que terá sua sede no prédio que o CEFET-RN está restaurando, na Avenida Rio Branco (já está garantido no projeto de instalação da Unidade), e o outro é um livro fotográfico com o acervo dos brinquedos, financiado pelo BNB, por meio do Programa BNB Cultural. Também a partir da pesquisa inicial, criamos um Núcleo de Estudos Culturais da Ludicidade Infantil (NECLI). A idéia surgiu a partir de conversas minhas com Lerson [o outro autor do livro, também professor do CEFET-RN], aonde vimos a necessidade de montar um acervo com os brinquedos populares, no intuito de preservar a memória da cultura lúdica infantil.

BELEZA PURA!: Por que o adulto brinca menos? Esse trabalho pode, de repente, resgatar o lúdico nos que têm mais idade ou o foco é realmente a criança?

Marcus Vinícius: Realmente o nosso objeto de estudo é a ludicidade infantil. Mas falar dela é interagir com a memória do adulto. As brincadeiras populares, na sua grande maioria vivenciadas nas ruas, estão muito vivas nas lembranças dos adultos. É muito interessante conversar com essas pessoas, e ver a alegria estampadas nos rostos ao rememorar suas infâncias. Elas marcaram tanto a vida dessas pessoas, que não tivemos muito trabalho em registrá-las, pois a riqueza de detalhe nos relatos era enorme.

BELEZA PURA!: Sem dúvida, encontraram muitos brinquedos e brincadeiras curiosos e interessantes. Alguns que se destacaram ou chamaram mais a atenção de vocês?

Marcus Vinícius: Os brinquedos que mais nos chamaram a atenção foram os que não estavam registrados na literatura, como, por exemplo, uma carrapeta de cabaça, provavelmente de origem indígena, um andajá de madeira, encontrado na zona rural de Mossoró, a beça, uma espécie de besta medieval, entre outros. Mas o que nos chamou mais atenção foi a relação das crianças com o seu meio. Era como se não existisse cisão entre tempo, espaço, natureza e as brincadeiras infantis. Quando as pessoas falavam de sua infância, necessariamente falavam da sua rua, das árvores que forneciam a matéria prima para fabricação dos brinquedos, das brincadeiras de açudes nas chuvas de inverno, das corujas soltadas nos ventos de agosto.

Anúncios

4 Comentários»

  Ana Raquel wrote @

Otima entrevista. Parabens!!!

  Bete Paiva wrote @

Achei muito interessante a pesquisa sobre os brinquedos e brincadeiras da nossa cultura popular. É um acervo literário para as novas gerações. Parabéns aos professores autores.

  marlucia basilio da costa wrote @

Adorei o livro de vcs como não tinha como pegar esse livro sem comprar, para minha monografia comprei, vou comecar a trabalhar com ele quero dizer que vcs deve botar também na nossa falcudade UNP obrigado:
Malu

  Jady Rocha wrote @

Amei o projeto! gostaria de ter informaçoes sobre ele..como faço?


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: