Cantinho da Flor

Para Quem Quer Qualidade de Vida

Jeito Feminino

Prem Ameeta

Manifesto feminino pró TPM

Por Prem Ameeta

A mulher é uma das coisas que mais me encantam como mulher que sou!

Mas aqui, num mundo de assuntos tipicamente feminino discursarei sobre um dos mais importantes ícones femininos da nova era.

Por tanto gostaria de tratar com muito carinho aquela que pra mim desbanca toda e qualquer política feminina e mesmo feminista: a tensão pré-menstrual.

Todas as mulheres sofrem de TPM. Mesmo que de mentirinha…

Na verdade muitas de nós nem sabemos o que significa fisiologicamente, mas sem sombra de dúvida, sabemos que sob as palavras jaz a magia de uma frase, que de tão melodiosa não passa despercebida, nem pelo mais rude dos homens: “Estou na T. P. M”.

Ao dize-la abrimos a boca, aumentamos o tom de nossas vozes, espichamos nossas delineadas sobrancelhas, além de fuzilarmos todo e qualquer ser do sexo oposto com nossos olhares.

Mas, realmente o que mais me impressiona é a força argumentativa desta frase. Ela congela qualquer tipo de reação masculina.

Além de prover calafrios de medo, faz os mesmos acordarem mais cedo para o preparo do café da manhã, procurarem as chaves do carro, além de nos darem o prazer de podermos assistir a novela das 8 em paz, sem qualquer interferência de um controle remoto esquizofrênico, mesmo durante os comerciais.

Os homens se curvam como lordes ingleses diante de tão imperativa sonoridade.Até no trabalho, os mais detestáveis chefes se sensibilizam ao poder de tão feminina resposta. É também a maneira mais fácil de manter os filhos calados, e sem pedir dinheiro, torcendo para que esta tal tensão pré-menstrual não passe do final de semana, se não já viu, nada de balada!

Não poderia deixar de citar, os benefícios estéticos que a mesma provoca. Por estar no período mais deslumbrante, mais feminino de nosso mês, nesta época ninguém ousa regular a quantidade de caixas de bombons que comemos e seus efeitos acnéicos, muito menos dizer que a alça de nosso sutiã está virada ou mesmo que sua maquiagem está “um pouco” borrada.

Aqui então, defendo a TPM, como uma doença tipicamente feminina, e que não possui contra indicação nenhuma. Devemos sim, lutar pelo direito a fase mais importante de nosso ciclo menstrual. Aquela que tudo e todos se rendem aos nossos encantos, nos vêem como mulheres fortes e contemporâneas que somos ou pelo menos sentem um frio na barriga ao pensar em perguntar: “Você sabe onde está minha meia azul?”.

Por tanto mais do que uma simples enfermidade do final do século XX, a TPM é o resgate do poder matriarcal que tanto lutamos, chegamos até a queimar nossas peças íntimas na busca incessante de um lugar ao sol, longe dos tanques, varais e prendedores de roupa, tudo por que a ciência ainda não tinha inventado, ou melhor, descoberto nossa principal aliada.

Com certeza minha avó se arrepiaria, e pensaria que a mesma não passa de “desculpa de mulher relaxada”, mas venhamos e convenhamos, é uma bela desculpa!

Assim de forma feminina encerro pedindo desculpas ao nobre poeta Vinícius de Morais pela versão de uma de suas mais célebres frases…

– Desculpem-me as feministas, mas TPM é fundamental!

Anúncios

2 Comentários»

  Denise Santana wrote @

A-do-rei!!!
Essa “poesia” sobre a TPM é o que há de mais moderno(apesar do asunto ser centenário)!
É a mais fiel cópia dos sentimentos femininos nesse período tão precioso…rsrs…
e olhe que eu nem obedeço ao ciclo menstrual como a maioria de vocês,mas diante de tantas regalias acho que vou ter uma conversinha com minha ginecolosgista amanhã mesmo!!!
Parabéns!!!

  Ju wrote @

Tenho medo de chegar perto de vc neste periodo! hahahhaha!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: